quarta-feira, janeiro 25, 2006

nem tanto ao mar, nem tanto à terra


Severine is a beautiful young woman married to a doctor. She loves her husband dearly, but cannot bring herself to be physically intimate with him. She indulges instead in vivid, kinky, erotic fantasies to entertain her sexual desires. Eventually she becomes a prostitute, working in a brothel in the afternoons while remaining chaste in her marriage.

Para atenuar M.P e a imagem masculina, aconselha-se a rever o excelente filme " Belle de Jour"-Luis Buñuel.

2 comentários:

borboleta disse...

Li o livro homónimo da Françoise Sagan pelos meus 16 anos. Foi um dos livros que mais influenciou o meu ulterior devir, este e "O Compromisso" do Elia Kazan. Mas, caiamos na real! O M.P.está bem mais perto de qualquer uma de nós!

Anónimo disse...

Vi «Belle de Jour» nos tempos de estudante, antes de saber o que é um homem... Ficou-me a sensação de uma certa clandestinidade. «Inocência» oblige... Hoje, cinquentona, teria certamente um outro olhar. Mas eu já não vejo filmes no cinema há.....550 anos. Pertenço aquele grupo de criaturas que ia 2 e mais vezes por semana ao cinema, quando estudante, e que deixou de ir porque vieram os filhos. E agora, que eles já quase vão ter filhos, não vou por...inércia, abulia, estupidez... Sei lá!! Por isso, não comento quando aqui se fala de Cinema.
Iemanjá