terça-feira, maio 02, 2006

Açores









O toque do Sol que nos possui.
A areia vulcânica que acorda o fogo interior.
A brisa salgada do mar que nos envolve e suavemente nos beija.
O sopro do Atlântico que se entranha no corpo e nos chama,
convidando-nos ao extase supremo.
O verde das montanhas e o azul do céu e do mar,
que nos transporta para um lugar eterno onde podemos renascer
Assim foi no continente perdido da Atlantida!
Obrigada Açores.

3 comentários:

Anónimo disse...

lindo
maria

Anónimo disse...

Texto lindo. Sensações e sentimentos lindos.
Para mim, uma achega à ideia que tenho de que sentimos os lugares em função de nós,no momento. Eu já lá estive...
Iemanjá

rb disse...

lindo, lindo....a paisagem e sobretudo o sentir da viagem...