terça-feira, outubro 31, 2006



Memórias de infância

O som de gargalhadas infantis, a camisola de lã picando o corpo, o suor escorrendo pelo pescoço vindo de corridas loucas, a maciez do saquito sentida na polpa dos dedos. Desfilam por um túnel as recordações de infância.

" É dia do bolinho", "anda,anda" gritam as vozes. Em bando percorriamos as ruas, era dia 31/10. Batiamos às portas e largávamos a cantinela, com um sorriso largo que fazia doer os maxilares de tão prolongado.

As senhoras abriam a porta e gritávamos:

"Bolinhos e bolinhós

Para mim e para vós

Para dar aos finados

Qu'estão mortos, enterrados

À porta daquela cruz.

Truz! Truz! Truz!

A senhora que está lá dentro

Assentada num banquinho

Faz favor de s'alevantar

P´ra vir dar um tostãozinho."

Grande sorriso no rosto recebia a criançada. E, lá vinham com os bolinhos feitos de propósito para aquele dia e para os meninos, ou com nozes ou rebuçados ou amendoins.

Os sacos enchiam-se de guloseimas. E, lá iamos. Bate porta, trauteia a ladainha. Os sacos enchendo,enchendo. Até ao pôr-do-sol. Faces coradas, comendo "as coisas boas" até a náusea fazer parar....

"dia do Bolinho".... diziamos nós. " noite de haloween"....chamam-na , agora.

4 comentários:

borboleta disse...

Caramba Maria,

Eu só ouvi falar da noite Hallowen depois que a sociedade de consumo entrou a matar! Foi como o dia de S.Valentim e por aí fora.
Noite dos Bolinhos? Por acaso é engraçado e acho que se devem preservar essas tradições mas não tenho ideia que houvesse disso aqui na minha terra

maria disse...

Pois é. Vantagens de se ter nascido numa vila! :)
No "dia do bolinho" a criançada ia em bando, de porta em porta pedir " bolinho".
E, as pessoas, nesse tempo, faziam, propositadamente, bolinhos para distribuir por eles.
De onde remonta a tradição?
Não sei. Quando contei isto ao meu filho ensinou-me que existe a mesma tradição na Irlanda. Não confirmo nem infirmo! Mas, a ser verdade será uma trdição celta....bem giro! Ah...e, não era "noite" era "dia"

borboleta disse...

"Por acaso" é interessante essa hipótese de ser um costume celta.
Sou fraca em história e corrige-me se estou enganada: povo (ou raça?) telúrica e matriarcal que nos deixou em herança o gosto pelo mar e o machismo? ;-)

Anónimo disse...

Como o filho da Maria, eu soube que a tradição do Hallowen é irlandesa, que foram os irlandeses que emigraram para os EUA que a levaram para lá, mas que, como com muitas outras coisas no Mundo actual, os Americanos a exportaram, devidamente «reprocessada».
E nós, feitos provincianos, adoptámos.
É confrangedor ver os meninos da escola primária, vestidos de bruxa,sob os auspícios das professoras, que desta forma querem promover dinamização cultural e enriquecimento curricular...
E a Ministra da Educação acha bem!...Se calhar na vila dela também havia «dia do bolinho», mas ...não é »moderno»!!...
A propósito, aconselho a quem não conhece, e relembro a quem conhece, de Fernando Pessoa, « O Provincianismo Português» e «O Caso Mental Português».

Ah! Soube o que digo sobre o Hallowen num artigo de João Aguiar(jornalista e escritor sobre temas de História), salvo erro na «Visão».
Iemanjá